The solitude is sore

“The solitude is sore” é uma instalação de luz baseada na poesia de Elizabeth Siddal (1829–1862) e Dante Rossetti (1828–1882).

Rossetti e Siddal foram um casal de poetas e pintores do grupo pré-Rafaelita. Este grupo, nascido na Inglaterra, em 1848, exaltava a pintura dos predecessores de Rafael Sanzio (1483–1520) da Renascença italiana.

A relação conturbada entre ambos culminou na morte prematura de Siddal, provocada por uma overdose de láudano aos 33 anos.

Da leitura comparada dos poemas de Siddal e Rossetti procurou-se encontrar 2 versos que funcionassem em paradoxo.

“The solitude is sore” é um diálogo em contra-senso entre Rossetti e Siddal, concebido com o 7º verso do poema “Adieu” e o 8º verso do poema “A Prayer” de Rossetti, e os 12º e 16º versos do poema “The Passing of Love” de Siddal.

Na instalação de luz a cores contrastantes, um verso ilumina-se, enquanto o outro se apaga em sucessivo confronto. O diálogo inicia-se quando alguém passa, caso contrário permanece silenciosamente, sem luz.